SPFC

Portão 7

Judô

05 de Abril de 2019

São Paulo FC é tricampeão da Copa São Paulo Veteranos

Por: Por PAULO PINTO e Fotos BUDÔPRESS e MARCELO LOPES

Certame que reuniu judocas de 14 Estados e uma equipe do Chile abriu oficialmente o calendário de eventos da classe máster do Brasil desta temporada

Copa São Paulo Veteranos 2019
1ª de abril de 2019
Por PAULO PINTO I Fotos BUDÔPRESS e MARCELO LOPES
São Bernardo do Campo – SP

Com o apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo, a Federação Paulista de Judô (FPJudô) realizou no dia 24 de março a quarta fase da 12ª edição da Copa São Paulo de Judô, voltada para as classes veteranos, kata e para todos.

A competição realizou-se no Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib e reuniu 593 judocas da classe veteranos, que abrangeu disputas nas categorias M1 a M8 no masculino e M1 a M4 no feminino. Na competição do kata 92 duplas disputaram medalhas do nage-no-kata, ju-no-kata, katame-no-kata, kime-no-kata e kodokan goshin jutsu. Cerca de 67 judocas participaram da competição para todos

Com uma equipe aguerrida e com um judô bastante consistente o São Paulo Futebol Clube conquista o tricampeonato da Copa São Paulo

A equipe são-paulina foi a São Bernardo com 17 atletas, disputou nove finais e conquistou 14 medalhas – seis de ouro, três de prata e cinco de bronze. A equipe do tricolor do Morumbi totalizou 44 pontos, que garantiram o tricampeonato consecutivo da competição.

Campeões da Copa São Paulo em 2017 e 21018, e heptacampeões do Torneio Beneméritos do Brasil na temporada passada, a equipe máster do Morumbi é hoje o time mais forte do judô bandeirante, e em seus quadros estão grandes nomes dos tatamis.

Entre os campeões da equipe são-paulina figuram a meio-leve do F1 Lilian Canassa Terada, a leve do F1 Cristina Castilho, a peso pesado do F1 Vanessa Kelly, o peso leve do M1 Adriano Lima Silva, o meio-médio do M5 Shigueto Yamazaki e o pesado do M2 Josué Gomes Bragança Júnior, o Zuzu. Entre os vice-campeões está o meio-médio do M4 Rogério Shinobi, o meio-médio do M1 Paulo Henrique Conceição e a peso pesado do M3 Fernanda Rojas. Os medalhistas de bronze foram: o peso médio do M1 Madson André Marques, o meio-pesado do M4 Evilásio Martins, o meio-pesado do M3 Marciel Martins, o peso ligeiro do M1 Bruno Pires Vieira e a meio-pesado do F2 Juliana de Paula Medeiros.

Em depoimento para a Budô, Zuzu, o atual campeão mundial dos pesados do M2, falou sobre a hegemonia tricolor na classe máster no Estado de São Paulo e destacou o relevante apoio que a equipe recebe da diretoria tricolor.

“Na temporada passada conquistamos os principais títulos da classe veteranos. Quase todos os nossos atletas venceram torneios estaduais, nacionais, continentais e o mundial realizado em Cancún, onde de quebra o Brasil conquistou o título inédito de campeão, graças ao excelente desempenho dos atletas de todo o Brasil que foram ao México. O São Paulo Futebol Clube mantém uma estrutura excelente, e tanto o professor André Cipriani, diretor de judô, quanto o doutor Antônio Donizete Gonçalves, diretor de esporte social, não medem esforços para apoiar as nossas iniciativas”, disse o peso pesado, que ainda falou sobre a área técnica.

“Atingimos nossos objetivos graças ao comprometimento e à união que existe. Estamos sempre realizando treinamentos fortes e incentivando os atletas a se desafiarem, buscando sempre estabelecer objetivos e metas. Acho que um grande exemplo disso é a nossa meio-pesado do F1 Juliana de Paula Medeiros, que deu à luz há quatro meses e fez questão de lutar. Falamos que era cedo, mas ela insistiu, lutou e conquistou o bronze”, disse Zuzu.

Josué Bragança comemorou o início brilhante de temporada. “É muito importante iniciar a temporada conquistando o tricampeonato de uma competição que reuniu 14 Estados e 124 clubes. Isto dá um incentivo maior para começar o ano buscando novas metas, assim como mostrar o nosso trabalho e elevar o nome do judô do São Paulo Futebol Clube.”

Entre os grandes nomes da equipe máster tricolor, destacam-se Shigueto Yamazaki, atleta olímpico, ícone de uma geração e campeão dos Jogos Pan-Americanos de Cuba (1991) e bronze no mundial de Cancún; Lilian Canassa Terada, campeã mundial em Cancún; Josué Gomes Bragança Júnior, campeão mundial em Cancún; Adriano Lima, campeão mundial em Cancún; Bruno Pires, vice-campeão mundial; e Madson André Marques, campeão pan-americano. Detentores de títulos tão importantes, todos fizeram questão de competir em São Bernardo e iniciar a temporada marcando presença no pódio.

“Para todos nós esta conquista foi muito importante. A Copa Sâo Paulo é um dos maiores campeonatos do Brasil. No próximo ano vamos trabalhar para todos os másteres do país iniciarem o ano conosco na copa, e focando uma temporada repleta de bons resultados. A cada ano a classe veteranos cresce mais, e nem todos os atletas tem a possibilidade de viajar para fora do Brasil. Esta competição, o campeonato paulista, o torneio beneméritos e o campeonato brasileiro são de fundamental importância para a classe máster se manter ativa e focada nos treinos”, disse Zuzu.

O peso pesado finalizou falando sobre o planejamento da equipe para esta temporada, cujo Campeonato Mundial se realizará no Marrocos.

“Nosso foco não se encerra na classe veterana em si, mas no judô competitivo de alto nível. Priorizamos treinos técnicos de alta qualidade para toda a nossa equipe. Um grupo forte serve para formar a equipe forte e a molecada mais nova precisa disso. Variamos bastante os tipos de treino, e perto das competições tomamos bastante cuidado, fazendo randoris mais curtos. Mas a principal meta desta temporada é colocar o maior número possível de veteranos no Campeonato Paulista Sênior e crescer cada vez mais em todas as categorias”, concluiu Bragança.

 

Top 10 da Classe Veteranos

1º São Saulo Futebol Clube

2º Instituto Camaradas Incansáveis

3º Associação de Judô Yanagimori

4º Academia Calasans Camargo

5º Escola de Judô Giberti

6º SMEL Francisco Morato

7º Sociedade Esportiva Palmeiras

8º Associação de Judô Messias

9º Associação Cult. e Esportiva Irmãos Ribas

10º Judô Clube Mogi das Cruzes