SPFC

Portão 7

Futebol Social

24 de Fevereiro de 2016

LET´s GOAL! BOLSA DE ESTUDOS NOS EUA PARA SÓCIOS DO SÃO PAULO FC

Por: Renata Lutfi

O Futebol no EUA não para de crescer! Inscreva seu filho para fazer teste, estudar e jogar nas ligas americanas

O futebol nos USA não para de crescer!

Estudar e jogar fora de seu país de origem é um grande desafio. Muitos atletas passam por isso e o número de pessoas que saem do Brasil para estudar não para de crescer. Segundo a Associação Brasileira de Organizações de Viagens Educacionais e Culturais (BELTA), em 2014 cerca de 230 mil jovens brasileiros estavam cursando a graduação em outros países.

É aí que surge a dúvida na cabeça da maioria desses jovens brasileiros: Como é o futebol na terra do Tio Sam? Quais são as diferenças se comparado ao futebol brasileiro? O nível é fraco? É verdade que o futebol dos Estados Unidos é só físico?

Futebol nos EUA: Entenda as razões para o seu crescimento

Como é o futebol nos EUA e quais são as principais diferenças quando comparado ao futebol brasileiro? Entenda tudo agora!

O futebol nos EUA vem crescendo exponencialmente ao longo dos últimos anos

Tendo em vista esse crescimento, é cada vez maior o número de jovens atletas brasileiros que trocam o sonho de jogar por um grande clube do Brasil, pela oportunidade de estudar e jogar por uma universidade americana e, quem sabe, ainda conseguir um contrato para jogar a Major League Soccer, logo após formado.
É aí que surge a dúvida na cabeça da maioria desses jovens brasileiros: Como é o futebol na terra do Tio Sam? Quais são as diferenças se comparado ao futebol brasileiro? O nível é fraco? É verdade que o futebol dos Estados Unidos é só físico?

Conheça a MLS

Para começar, quando se fala em MLS, está se falando em uma liga profissional, com estrutura de ponta e profissionais dos mais qualificados e dedicados. Portanto, o nível é alto! Assim como também o é em qualquer outro país que tenha uma liga muito bem organizada e estruturada. Tendo dito isso, sim, a liga americana de futebol profissional, em alguns aspectos, ainda está um pouco aquém do campeonato brasileiro e de grandes ligas europeias, como por exemplo, na parte técnica ou qualidade dos seus jogadores.
Em compensação, em vários outros aspectos como estrutura, organização, evolução, crescimento e profissionalismo, que são os alicerces para a formação de uma grande liga, a MLS dá um banho no campeonato brasileiro e não fica atrás de grandes ligas europeias. A única grande diferença continua sendo na parte técnica dos jogadores. E isso, para um jovem atleta brasileiro, é algo muito bom!
Imagina que a liga que mais cresce no mundo, com investimentos e visibilidade cada vez maiores, ainda é abaixo tecnicamente e, portanto, ‘mais fácil’ de ser jogada? A MLS tem uma projeção estatística de em 2022 ser uma das principais ligas do mundo, competindo de igual pra igual com a Europa. E enquanto esse processo de evolução está em andamento, muitos jovens brasileiros estão aproveitando a oportunidade e se firmando na MLS.

Esse é o melhor momento da história pra ingressar no futebol dos Estados Unidos!

Daqui a alguns anos, a concorrência e competitividade para se firmar em um clube da ‘Major’ será muito maior. Até mesmo na parte técnica eles estão evoluindo. Há alguns anos, apenas jogadores em fim de carreira optavam por jogar a MLS. Hoje, a liga já conta com vários jogadores bem perto do seu melhor momento na carreira e exporta jovens para a Europa como nunca antes fez. Pra dar um exemplo, hoje um dos melhores jogadores da liga é Sebastian Giovinco, jogador da seleção italiana de 28 anos de idade, que acabara de ser campeão italiano pela Juventus em 2014, quando se transferiu para o Toronto FC.
Assim como outros grandes jogadores, que por mais que não estejam no auge da sua carreira, ainda estão jogando em um nível altíssimo, como David Villa, G. dos Santos, Drogba, Dempsey, Altidore, Bradley, O. Martins e Pirlo, que, apesar da idade avançada, acabou de ser vice-campeão da Champions League tendo sido um dos melhores jogadores do torneio.

As diferenças no jogo

Falando agora mais especificamente da parte do campo, as diferenças do jogo em si são basicamente a intensidade, o ritmo e a velocidade do jogo.
No Brasil, o jogo é mais lento, mais cadenciado, mais focado na parte técnica. Nos EUA, principalmente na Major League Soccer, o jogo é muito rápido no sentido de movimentação, troca de passes e aceleração, que eles chamam aqui de ‘pace’ (ritmo) do jogo. E para se adequar a esse tipo de jogo, o atleta precisa estar MUITO bem preparado fisicamente. No Brasil, é comum ver jogadores que não são tão aplicados na parte física se destacando mesmo assim, pois são excelentes na parte técnica. Nos EUA isso dificilmente acontece, pois não importa o quão bom tecnicamente um jogador seja, se ele não estiver bem preparado, forte, ágil e veloz, ele vai ser atropelado por um outro que tecnicamente pode ser considerado mediano, mas está melhor preparado para jogar o jogo.
E é aí que vem a maior diferença na formação dos atletas entre Brasil e Estados Unidos: No Brasil, o estilo de jogo varia muito dependendo de idade, região e categoria.
Por exemplo, no Sul do Brasil o futebol é mais firme, mais pegado, de mais força. Enquanto que no Sudeste o futebol é mais lento e técnico. Na base, o futebol é jogado com muita correria, pressa, individualismo, enquanto que no profissional é mais coletivo e melhor trabalhado, cadenciado. Isso, por muitas vezes, acaba sendo um motivo pelo qual muitos jovens promissores demoram um tempo para se adaptar ao profissional ou às vezes acabam até mesmo não dando certo.
Já nos Estados Unidos, existe um padrão. O mesmo futebol de alta intensidade e ritmo forte que é jogado na Major League Soccer, também é jogado nas principais ligas universitárias do país, que é de onde saem a grande maioria dos jogadores da Major. Assim, o jovem americano é condicionado desde cedo a jogar o estilo de jogo que ele vai vir a jogar no profissional.

O melhor dos dois mundos

Agora, imagina o quão preparado e à frente da concorrência estará o jovem brasileiro, com a técnica apurada que é culturalmente uma de suas principais características, tendo a oportunidade de jogar por 4 anos na liga universitária americana, se adaptando ao estilo de jogo, para depois ingressar em uma equipe profissional da Major League Soccer!
Pois é. Não precisa imaginar! A oportunidade está aí. Escancarada. Mais forte do que nunca. Milhares de jovens brasileiros já estão agarrando essa grande oportunidade.

E você, vai deixar passar?

ENTRE EM CONTATO E SAIBA MAIS: joao@letsgoal.company ou 11- 30522740